Sexta-feira, 14 Junho

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) suspendeu, nesta quinta-feira (16), a primeira sessão de julgamento do senador Sérgio Moro (União Brasil-PR), para analisar os recursos apresentados pelo PT e PL, contra a decisão TRE do Paraná que absolveu o senador.

Ao decorrer da sessão foi apresentado somente o relatório de ação feita pelo relator, pelo ministro Floriano de Azevedo Marques.

O presidente do TSE, Alexandre de Moraes suspendeu a sessão por conta do horário e afirmou que o julgamento será finalizado na próxima terça-feira (21). A reunião ainda contou com ausência das sustentações orais da defesa e da acusação, o parecer do Ministério Público Eleitoral e o voto dos ministros.

Os partidos do PL (Partido Liberal) e da Federação Brasil da Esperança (PT, PV e PCdoB), enviaram recursos ao Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) a favor da cassação de Moro e de torna-lo inelegível por 8 anos, que segundo os eles o senador abusou de recursos em campanhas e caixa dois, nas eleições de 2022.

No entanto, o TRE-PR decidiu, no último dia 9 de abril, pela absolvição do senador, com 5 votos a favor e 2 contrário a cassação do político.

Com isso enviaram os recursos ao TSE, para que a Justiça Eleitoral Superior determine o futuro político do senador Sérgio Moro.