Sexta-feira, 14 Junho

O Senado Federal aprovou, nesta terça-feira (21) o relatório final para o indiciamento dos responsáveis por crime ambiental pelo afundamento do solo de vários bairros de Maceió, Alagoas.

O relatório foi elaborado pelo senador Rogério Carvalho (PT-SE), onde sugere o indiciamento de 3 empresas e 11 pessoas pelos prejuízos do solo em diversas partes da região.

Segundo o relator, foi concluído que a mineradora tinha consciência dos prejuízos e mesmo assim continuou a explorar a região.

“Concluímos que a Braskem sabia da possibilidade de subsidência [afundamento] do solo e mesmo assim decidiu deliberadamente assumir o risco de explorar as cavernas além da capacidade segura de produção”, enfatizou o relator Rogério Carvalho.