Quarta-feira, 24 Julho

O Ministério Público Federal (MPF) teve um pedido de representação da deputada Erika Hilton (PSOL) contra o deputado Nikolas Ferreira (PL) por suposto comentário transfóbico na Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, na Câmara.

Na ação, a deputada federal pede uma indenização por de Nikolas Ferreira de R$ 5 milhões contra danos morais recebidos. Segundo ela, o deputado fez um comentário transfóbico, ao tentar defender sua colega de partido, Júlia Zanatta (PL), em uma discussão entre as duas.

No momento da discussão, Nikolas disparou à Erika Hilton: “pelo menos ela é ela”. A ocasião foi publicado nas próprias redes sociais do parlamentar.

Após isso, a deputada também usou suas redes sociais para destacar os ataques recebidos que segundo ela, serão tratados na Justiça.

“Os ataques transfóbicos que sofri e sofro cotidianamente nas redes e nas Comissões da Câmara, com ou sem o uso de microfones, não terão palco nos meus perfis. Esses casos serão tratados na JUSTIÇA” escreveu em post no X.

Erika Hilton

Ainda segundo ela, o episódio com o parlamentar, trouxe à torna mais comentários transfóbicos hostis.

Em reação à ação da parlamentar Nikolas Ferreira publicou em suas redes sociais questionando em o valor milionário pelo seu comentário que considerou uma opinião.