Quarta-feira, 29 Maio

Boa Vista/ RR – Na manhã desta quarta-feira (8), a Polícia Federal (PF) cumpriu 10 mandatos de busca e apreensão contra empresário e servidores públicos nos municípios de Mucajaí/RR e Altos/PI. Também foi autorizada a apreensão de valores eventualmente localizados na posse dos alvos da operação.

Segundo informações da PF, as investigações indicaram a existência de um esquema entre empresários e servidores públicos em Mucajaí, voltado à prática de fraudes em processos licitatórios, os quais acabavam sendo direcionados para empresas específicas, que recebiam os valores, sacavam e repassavam aos envolvidos no suposto esquema.

Dentre as fraudes investigadas, é possível destacar a dispensa ilegal de licitação e a frustação do caráter competitivo do procedimento. As apurações também indicaram que o valor da propina correspondia a 10% do preço do contrato, e cada servidor público envolvido recebia uma quantia entre R$ 5 mil e R$ 10 mil.

Além de recursos do Fundo Municipal de Saúde e da Secretaria Municipal de Educação de Mucajaí, também haveria verba pública proveniente da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia-SUDAM.

Com a deflagração de hoje, os policiais federais buscam desarticular o grupo criminoso investigado e coletar elementos imprescindíveis para a delimitação do real valor do prejuízo suportado pelos cofres públicos que pode girar em torno de R$ 2 milhões.

Além dos crimes licitatórios, os investigados poderão responder por peculato, concussão, participação em organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Leia mais: Exclusivo: Carro da PF é visto na sede da Prefeitura de Mucajaí e na casa de servidor do município

Veja vídeos

Segundo informações repassadas a equipe de investigação do Portal Alex Braga, a PF está desde às 5:30h da manhã, no município.

Polícia Federal na sede da prefeitura de Mucajaí