Quarta-feira, 29 Maio

O pré-candidato a prefeito e deputado federal, Amom Mandel (Cidadania) não destinou nenhum recurso da União, por meio de suas emendas parlamentares, para a Prefeitura que ele quer comandar.  

No ano de 2023, Mandel apresentou 21 emendas individuais ao orçamento federal para o ano de 2024, destinando somente recursos para a capital, que totalizam R$ 37,8 milhões. Só que nenhuma delas foi para apoiar a gestão municipal do prefeito David Almeida.

O deputado federal, que sempre usa suas redes sociais para criticar a gestão municipal, afirma que a capital amazonense é sua “maior preocupação”, mas não fez o mínimo, que era destinar recursos para auxiliar a administração municipal.

Orçamento

Cada deputado federal tem direito a apresentar cerca de R$ 37 milhões em emendas individuais ao orçamento da União. Em 2023 foi a primeira vez que Mandel participou deste processo e destinou grande parte dos recursos para apoio a outros órgãos públicos do Governo do Estado, a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e até mesmo uma instituição privada foi beneficiada com o valor da emenda.

Emendas participativas

O deputado federal Amom Mandel decidiu realizar um processo seletivo para selecionar projetos que seriam beneficiados com suas emendas. Nesta seleção, 14 projetos foram escolhidos por meio de votação popular, que juntos somam R$ 9,9 milhões, ou seja, não chegam nem perto de ser a metade do valor total de emendas que o parlamentar poderia apresentar ao orçamento da União para este ano.

Leia mais: Amom Mandel silencia sobre destinação de emendas ao AM