Domingo, 26 Maio

O Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM) recomendou ao prefeito do município de Manicoré, Lúcio Flávio, o cancelamento de contratos envolvendo a aquisição de equipamentos de informática. O MP alega ter identificado sobrepreços nos produtos comprados pela prefeitura. Caso o gestor municipal declinar na recomendação, terá que responder por improbidade administrativa.

A recomendação pode ser consultada no Diário Oficial do MP, publicado nessa quinta-feira (04/05).

Os contratos voltados para produtos de informática envolvem duas empresas: a Biofloran Assessoria e projetos Ambientais e A.I.G.COMERCIAL LTDA. Juntas, elas faturam o R$ 2.243.047,00 (dois milhões, duzentos e quarenta e três mil e quarenta e sete reais).

” (…) realizando comparativo da pesquisa de preço de mercado constante no laudo técnico em relação aos valores licitados pela Prefeitura de Manicoré, foi possível notar considerável sobrepreço em diversos itens”, cita o procurador Vinícius Ribeiro na peça.

Veja documentos na integra: