Terça-feira, 28 Maio

O Ministério Público de Roraima (MPE-RR) determinou que seja fiscalizado e acompanhado o processo de eleição da vaga do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RR). A disputa ganha uma nova concorrente, a esposa do atual governador do Estado, Simone Denarium.

As expectativas era que o governador Antonio Dearium indicasse o reitor Regys Freitas, mas supondo a negativa da repercussão do candidato que teve sua vida exposta em cenário nacional, Denarium retrocedeu e decidiu indicar sua esposa.

Os favoritos para a vaga que abrirá com a aposentadoria de Henrique Machado, estão os deputados Jorge Everton e Coronel Chagas, reitor da Uerr, Regys Freitas e Simone Denarium. Todos esses contavam com apoio do governador, que surpreendeu a todos com a possível indicação de sua esposa. 

A decisão está gerando atritos entre grupos políticos e promete uma grande discussão entre os deputados da base do governador Antônio na Assembleia Legislativa do Estado (ALE-RR), já que os parlamentares possuem a competência de eleger o novo Conselheiro.

O deputado Jorge Everton não contente com a decisão do governador, já informou que se a escolha for a esposa de Denarium como conselheira, o parlamentar vai denunciar o governador no Ministério Público Federal pelo princípio da moralidade pública e nepotismo.

A escolha seria a mais cômoda possível, já que as contas do governador Antonio Denarium seriam analisadas por sua própria esposa em um cargo de extrema importância e responsabilidade com o erário público.

A primeira-dama Simone Denarium é sócia-administradora da DENARIUM EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS LTDA, do governador Antonio Denarium, segundo dados da Receita Federal. Essa mesma empresa foi denunciada por suspeita de agiotagem.

Veja a reportagem completa do Sem Mordaça da TV Band Roraima: