Terça-feira, 28 Maio

O deputado estadual Roberto Cidade (UB), presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), apresentou o Projeto de Lei (PL) nº 16/2023. A proposta propõe a realização de uma campanha permanente de valorização e respeito ao trabalho do professor. Com atuação em escolas públicas e particulares do ensino fundamental e médio do Estado do Amazonas.

O PL, apresentado em fevereiro deste ano, prevê a realização de campanhas publicitárias para reforçar a importância do educador no ambiente escolar e na formação que perpassa as salas de aula.

“Temos observado que, infelizmente, os professores têm deixado de ser respeitados como merecem. E isso tanto nas escolas públicas quanto nas particulares. Isso precisa mudar. Temos que restabelecer o respeito para com os professores. Sem professor não há educação nenhuma, não há formação. Para além da educação doméstica, respeitar o professor é uma questão de dever, de reconhecimento da importância desse agente social que ajuda a formar cidadãos e a construir a sociedade”, defendeu.

De acordo com uma pesquisa realizada pela organização de impacto social Nova Escola, 7 em cada 10 professores sentem o aumento de agressividade na escola, principalmente, nos alunos, após o período de pandemia, com o retorno das aulas presenciais. O estudo ouviu 5.300 professores e 80% deles relataram casos de violência dentro das instituições de ensino, onde atuam. Enquanto 6 em cada 10 revelaram terem sido as próprias vítimas.

A maior parte dos casos violência contra professores são de estudantes, seguindo pelos pais, gestores e colegas. Dentre elas estão violência verbal, mencionada por mais da metade dos entrevistados. Em segundo, a agressão mais citada é a de violência psicológica, com 22,89%. Os participantes também citaram casos de violência física, mencionada por cerca de 7% dos professores.