Terça-feira, 28 Maio

O Conselheiro Presidente do Tribunal de Contas do Estado, Erico Desterro, teve seus ganhos turbinados em 2023 e recebeu mais de R$ 385.000,00 (trezentos e oitenta e cinco mil reais), apenas nos três primeiros meses do ano. O valor representa o equivalente há pouco mais de 10 meses de salário de um conselheiro.

O valor é referente ao pagamento de altos valores em diárias e outros benefícios. Chama atenção, o pagamento do “Abono Natalino”, feito em janeiro de 2023. O valor é pago no último mês do ano, mas não foi esclarecido se o pagamento deste ano é referente a 2022 pago em atraso ou dezembro de 2023, pago adiantado.

Erico Desterro recebeu ainda mais de R$ 87.000,00 (oitenta e sete mil reais), por ‘indenização de férias’, referente ao exercício de 2022. O que causa estranheza é que o valor foi calculado em dobro.

A “parcela de irredutibilidade, relativa ao ATS sobre o Subsídio ao Conselheiro”, rendeu ainda para o presidente do TCE-AM mais de R$ 94.000,00 (noventa e quatro mil reais) como pagamento referente ao exercício anterior. O pagamento não esclarece sobre o que de fato se trata.

A reportagem procurou a assessoria de imprensa do TCE-AM, mas não obteve retorno para esclarecer os pagamentos.