Terça-feira, 28 Maio

Um aluno de 12 anos atacou com uma arma branca, o Colégio Adventista, nesta segunda-feira (10), localizado no bairro Cachoerinha, zona sul de Manaus. Segundo informações o aluno sofria bullying e revolveu atacar a escola, deixando professora e uma aluna ferida.

De acordo com os pais e alunos, é comum a prática do bullying na unidade. Alguns pais revelaram haverem grupos em aplicativos de conversa para disseminar bullying às outras crianças. Porém a escola nunca se posicionou sobre o assunto.

“Tem muito bullying [na escola]. Uma menina saiu recente da escola porque fazem bullying com todo mundo. Existe grupos paralelos de WhatsApp que os alunos ficam se ofendendo, ofendendo os pais” disse a mãe de um aluno

A conselheira do tutelar da zona sul, Kiky Anos, que é mãe de uma aluna da escola, e que foi avisada pela mesma, conversou com o menino e revelou a sua obstinação em realizar o atentado.

Ele disse ter planejado matar cinco crianças e ferir outras sete, mas não conseguiu. Conversei com ele, que me falou que se fosse necessário entraria em confronto com a polícia” disse a conselheira

Um colega de classe do menino revelou que ele “adorava coisas de massacre” e, que fazia publicações em rede sociais que exaltavam a violência, disse também que tinha “um sério problema com a raiva”.

Veja o vídeo: