Quarta-feira, 29 Maio

A H. S Neves se tornou um fenômeno nas licitações do governo de Roraima. Fornecendo de bolas de futebol a mobiliário para escritório e alimentos, a empresa fechou mais de R$ 138 milhões em contratos públicos com o governo do estado desde 2020.

A empresa é administrada por Ednaldo Barbosa de Araújo, empresário investigado em sete ações na Justiça Federal, incluindo fraudes em licitações e desvio de verbas destinadas às prefeituras de Roraima. As denúncias estão relacionadas com as empresas Powercomp, Eba Comércio e  D. L. M. Nunes Eireli, registradas em nome de Araújo ou administrada por ele. 

Mesmo assim, o empresário assinou diversos contratos com o governo de Roraima como representante legal da H. S Neves – entre eles um de venda de carne do Frigo10, frigorífico que tem o próprio governador Antonio Denarium (PP) como sócio.

No último 17 de março, Ednaldo Araújo assinou, como representante da H. S Neves, contrato no valor de R$ 3,1 milhões, que inclui o fornecimento de 68 mil quilos de carne do Frigo10.

Neste mesmo dia, outro contrato firmado por Ednaldo Araújo foi publicado no Diário Oficial. Desta vez, no valor de R$ 52 milhões, para o fornecimento de 300 mil cestas básicas ao governo de Roraima. Nos dois casos, a contratação ocorreu pela Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social (SETRABES).

A H.S Neves foi criada em março de 2020. Dois meses depois, firmou o primeiro contrato com o governo de Roraima, com licitação dispensada, para fornecer materiais de higiene em ações de prevenção à Covid-19 do Tribunal de Contas do Estado.