Quinta-feira, 25 Julho

A concessionária Amazonas Energia iniciou uma nova campanha publicitária em todo o Estado, buscando limpar sua imagem negativa e abafando as inúmeras manifestações contra a instalação dos medidores aéreos. O bordão “quem é contra o medidor, é a favor do crime”, acusa a população amazonense em ser favorável à ilegalidade.

Com as sucessivas derrotas na Justiça, que suspendeu várias vezes a instalação dos novos medidores aéreos, tipo SMC, a Amazonas Energia buscou utilizar do marketing para limpar a sua imagem com a população. 

Inicialmente, a concessionária divulgou material publicitário apresentado por uma pessoa, sendo um jovem rapaz, com traços amazonense, falando bastante gíria da região e focando que a instalação dos novos medidores não iria custar nada no bolso da população. 

A população não engoliu essa publicidade e continuou indo para as ruas contra a instalação dos medidores. Em alguns casos, moradores fecharam as ruas e proibiram os funcionários de realizarem a instalação.

No dia 28 de março, após decisão do desembargador Lafayette Júnior proferida em caráter de urgência, que suspendeu novamente a instalação dos medidores aéreos, funcionários da concessionária foram flagrados por moradores no Parque 10 de Novembro, zona Sul de Manaus.  

Na ocasião, deputados estaduais que estavam em reunião na Assembleia Legislativa (Aleam), saíram em diligência até o local e flagraram os funcionários realizando a instalação mesmo com a suspensão, o responsável técnico pela equipe da concessionária foi conduzido até o 23º Distrito Integrado de Polícia para prestar esclarecimentos e os medidores instalados foram retirados. (Veja o vídeo).

Em uma nova tentativa de marketing, a Amazonas Energia contratou uma pessoa mais conhecida da população, a jornalista Márcia Lasmar, que ficou conhecida na capital e no Estado, por apresentar um programa voltado à comunidade, escutando as demandas e defendendo o direito da população. 

A propaganda foi gravada em uma estrutura tipo “centro de comando”, tentando mostrar que a Amazonas Energia teria controle sobre os medidores. A jornalista em um tom mais sério, sem utilização de gírias, narra um texto falando sobre honestidade e finaliza com o bordão “quem é contra o medidor, é a favor do crime”.

A nova publicidade da Amazonas Energia, tem o objetivo de reverter a rejeição da população, mas pode ter o efeito contrário, já que está acusando todos os amazonenses que são contra os medidores, serem a favor do crime.