Terça-feira, 28 Maio

O vereador Sassá da Construção Civil (PT), foi pra linha de frente, junto com os moradores do bairro Dom Pedro, nesta quinta-feira (03), para protestar contra a Amazonas Energia. Durante a manifestação o vereador chegou a ser autuado pela Polícia Militar.

“A população não aceita o novo sistema de medição aéreo de energia (SMC) porque trata-se de um “gato inverso “. Uma forma que a concessionária encontrou para tirar o prejuízo, já que não consegue coibir furtos de energia.” Argumentava ao microfone um dos organizadores do movimento.

Durante a mobilização, uma idosa, tentou impedir o avanço dos veículos da concessionária e se colocou na frente deles e depois também se abraçou a um poste na tentativa de frear a ação.

“Olha o absurdo! Pessoas idosas se submetendo a uma humilhação dessa porque a a Amazonas Energia não respeita seus clientes e quer impor na marra sem respeitar o posicionamento dos moradores.” Declarou Sassá.

Mesmo com o movimento contrário, empresa conseguiu chegar a um dos postes, neste momento o clima ficou tenso porque a empresa contava com o apoio da polícia que tentou barrar a população de chegar perto do carro da concessionária. Revoltados com a atitude dos PMs alguns moradores e o vereador Sassá sentaram na rua em protesto.

Os moradores também afirmam que sofrem com prejuízos dos apagões e nunca são ressarcidos. Foi um caso de uma mulher que jogou no meio da rua um equipamento de som, que segundo ela queimou após constantes quedas de energia e nunca foi ressarcida.