Domingo, 26 Maio

O prefeito do município de Borba, Simão Peixoto, foi preso pela Polícia Civil nesta sexta-feira (03) a pedido do Ministério Público do Amazonas (MPAM), que teve a solicitação aceita pelo desembargador do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), Anselmo Chixaro.

Simão Peixoto já enfrentava denúncias na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) e inclusive respondia processos por agressão ao presidente da Casa, Roberto Cidade.

O prefeito, que protagonizou uma luta de MMA contra um ex-vereador do município de Borba e adversário político, já estava nas miras do MPAM desde esse episódio, ocorrido em dezembro de 2021.

Após a luta, um inquérito civil foi instaurado para apurar um eventual ato de improbidade administrativa e de infração político-administrativa supostamente praticados pelo prefeito, no entanto, não se sabe se foi por este motivo que ele foi preso.

Escândalos

A administração do prefeito vem sendo marcada por polêmicas e cobranças da população de Borba. Em janeiro deste ano, o Sindicato dos Professores Municipais de Borba cobraram do prefeito informações sobre o pagamento do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Vale ressaltar que nas eleições 2022 Simão também agrediu o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM), Roberto Cidade, e causou revolta em todo o estado. O deputado registrou um boletim de ocorrência e garantiu que iria tomar as providências cabíveis.

Em atualização