Terça-feira, 28 Maio

Leonardo Biase jornalista no município de Itacoatiara foi preso na manhã desta quinta-feira (30), pela delegada Mary Anne Trovão, titular da Delegacia Interativa de Polícia de Itacoatiara, com a justificativa de que ele havia desacatado sua autoridade. A prisão causou revolta popular na cidade.

Tudo começou quando Leonardo realizava uma transmissão ao vivo no “Facebook” sobre o desaparecimento de um corpo do cemitério municipal Divino Espírito Santo e quando estava saindo do local, foi solicitado para que ele desligasse sua câmera. Ele saiu do local mas continou a transmissão longe do túmulo. A delegada ficou irritada e então emitiu ordem de prisão ao jornalista.

Após o ocorrido uma confusão foi gerada ao longo do dia em frente a delegacia, ainda mais quando foi informado que foi estabelecido o valor de 10 salários mínimos, o equivalente a R$ 13 mil na fiança para a liberação do jornalista. A família do jornalista preso acusa a delegada de abuso de autoridade. Uma ‘vakinha’ foi criada para ajudar a esposa de Leonardo a levantar o dinheiro e retirar o marido da delegacia.