Terça-feira, 28 Maio

A prefeitura de Nova Olinda do Norte (a 130 quilômetros de Manaus) pretende gastar R$ R$ 991.425,30 (novecentos e noventa e um mil, quatrocentos e vinte e cinco reais e trinta centavos), com construção de módulos sanitários no município.

O serviço será realizado pela empresa vencedora do processo de licitação W V Serviços de Construção Civil e Consultoria com sede em Manaus.

O documento foi assinado no dia 1º de março deste ano, pelo prefeito Adenilson Lima Reis através da Tomada de Preço 001/2023, divulgado no Diário Oficial dos Municípios do Amazonas nesta quinta-feira (02).

Nossa equipe do Portal Alex Braga e Observatório Manaus tentou falar com a prefeitura de Nova Olinda através dos contatos divulgados pela Associação dos Municípios do Amazonas, mas os aparelhos estavam fora de área. A solicitação de nota seria sobre informações da quantidade, qual valor unitário da construção de cada Módulo e qual tipo de Módulo seria construído no município.

Os Módulos Sanitários são geralmente feitos de painéis de PVC preenchidos com concreto e descarregado através de fossa séptica. Além de sanitário, chuveiro e pia internos, podendo possuir também, caixa d’água própria. Esse é o exemplo da prefeitura de Fontoura Xavier, cidade do interior do Rio Grande do Sul, com contrato semelhante mas com detalhes da quantidade de Módulos no valor R$ 279.950,60 construindo 20 Módulos Sanitários completos.

Veja contrato prefeitura Fontoura Xavier:

Baseando pela quantidade e valor total da prefeitura interiorana do Rio Grande com o Módulo completo, a cidade de Nova Olinda conseguiria construir até 70 Módulos Sanitários do mesmo modelo, com o valor de quase R$ 1 milhão.

A iniciativa de construção de Módulos é geralmente para beneficiar famílias de áreas rurais em situação de vulnerabilidade, extrema pobreza e sem saneamento básico.

Veja o contrato de Nova Olinda do Norte: