Terça-feira, 28 Maio

O governador Antonio Denarium decidiu terceirizar a saúde pública de Roraima, mesmo com tantas denúncias recentes que envolvem esse tipo de administração. No gerenciamento do Hospital Geral de Roraima (HGR), maior unidade de Saúde do Estado, serão gastos R$ 429 milhões. 

O Portal Alex Braga e o Sem Mordaça da TV Band Roraima, vem denunciando a tentativa de terceirizar a saúde, desde dezembro do ano passado, quando o valor estimado para a contratação estava em R$ 331 milhões.

Após várias denúncias, a secretária Cecília Lorenzon, suspendeu o certame Tempos depois, anunciou que iria emitir um chamamento público para a contratação de uma Organização Social, responsável por gerenciar o HGR. Desta vez, o valor a ser gasto pelo Estado subiu 3,8%, alcançando o montante de R$ 429 milhões, um acréscimo de 32,8%.

Nesta segunda-feira (20), o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) repudiou a decisão do Governo em terceirizar a saúde pública do HGR. “A terceirização da gestão de unidades hospitalares, em outros Estados brasileiros, aumentou os esquemas de corrupção e as dificuldades de acesso da população aos serviços de saúde, ampliando as deficiências do sistema de saúde e os gastos de recursos públicos”, cita trecho da nota.

Denúncias

Em dezembro de 2022, a secretária de saúde Cecília Lorenzon decidiu realizar um chamamento público para operacionalização e gerenciamento nas ações em serviços de saúde para o Hospital Geral de Roraima.

Na época, o valor a ser pago à empresa contratada era de R$ 331 milhões. Porém, no dia 28 do mesmo mês, a secretaria Cecília Lorenzon resolveu suspender o chamamento público após denúncias do Sem Mordaça, conforme o documento foi publicado no Diário Oficial do Estado a justificativa é para que sejam atendidas recomendações.

Em 2023, no dia 12 de janeiro, Cecília foi autorizada pelo Conselho Estadual de Saúde a continuar com o chamamento público para a contratação de uma empresa para prestar o serviço.

No último dia 13 de março, o chamamento público publicado pela Sesau, para a contratação da empresa, apresentou um valor ainda maior, de R$ 439 milhões.

Segundo o documento, o contrato terá a vigência de 60 meses, custando por mês, R$ 26.967.498,96. A Organização Social ficará responsável pelo gerenciamento, operacionalização e execução das ações e serviços de saúde do Hospital Geral de Roraima.