Quinta-feira, 25 Julho

O corregedor-geral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Benedito Gonçalves, arquivou uma ação apresentada pela campanha do ex-presidente Jair Bolsonaro contra o então candidato à presidência Luiz Inácio Lula da Silva.

A coligação de Bolsonaro acusava a chapa de Lula de uso indevido dos meios de comunicação por postagens envolvendo uma entrevista em que o ex-presidente usou a expressão “pintou um clima” para falar de mulheres venezuelanas.

Na ação, a coligação de Bolsonaro acusava a chapa de Lula de realizar uma campanha de desinformação destinada a degradar a honra e a imagem pública de Bolsonaro.

“Aspecto relevante é que a existência da entrevista é admitida pelos autores, que, inclusive, transcrevem na petição inicial o teor do que foi dito por Jair Bolsonaro, classificando a fala como “uma expressão quando muito infeliz”. Há, portanto, um fato incontroverso, que são os dizeres do Presidente da República, apto a despertar comoção nas redes sociais e levar pessoas a opinarem de diversas formas, inclusive exarando críticas incisivas”, afirmou o ministro na sua decisão.