Quarta-feira, 29 Maio

O prefeito do município de Lábrea, Gean Barros (MDB), foi notificado pelo Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM), pela omissão em providenciar o serviço público de esgotamento sanitário e de fiscalização das instalações desse gênero. A notificação ocorreu na última segunda-feira e publicada no Diário Oficial da Corte de Contas.

A notificação do TCE-AM está sob o 08/2023, assinada pelo secretário do Tribunal do Pleno, Mirtyl Levy Jr. O secretário justifica a notificação pelo “objetivo de apurar exaustivamente e definir
a responsabilidade do prefeito de Lábrea, de seu Prefeito, Sr. Gean Campos de Barros, por omissão de providências no sentido de instituir e ofertar aos munícipios serviço público de esgotamento sanitário e de fiscalização das instalações desse gênero”, cita na peça. 

Bombas de água

Em abril ano passado, o prefeito Gean Barros gastou quase R$ 2 milhões com contratação de serviços de manutenção hidráulica e pequenos reparos em motores elétricos da rede de água, as chamadas “bombas de água” para atendimento da administração pública de Lábrea. O documento tem assinatura eletrônica do prefeito.

Gean Barros contratou a micro-empresa Manoel Herculano Leandro , inscrita sob o CNPJ n° 17.775.194/0001-08, para a realização dos serviços. A empresa está localizada no bairro Centro, Zona Sul de Lábrea.

De acordo com a Receita Federal, a instituição tem como atividade econômica principal “Manutenção e reparação de geradores, transformadores e motores elétricos”.

O prefeito pagou à Manoel Herculano Leandro – ME o valor global de R$ 1.977.800,00, para realizar serviços de manutenção hidráulica e pequenos reparos em Lábrea.

Veja documentos na integra