Quarta-feira, 24 Julho

O Portal Alex Braga teve acesso exclusivo ao inquérito policial e vídeos remetidos à Justiça, com uma série de provas contra os sobrinhos do governador Antônio Denarium, presos em maio deste ano por tráfico de drogas. A polícia reuniu vídeos, material entorpecente apreendidos com Fabrício de Souza Almeida, de 38 anos, e Antonio Olivério Garcia Bispo, de 20 anos, pegos com 145 kg de skunk, um fuzil, um revólver e milhares de munições em operação da Polícia Civil na capital Boa Vista.

No documento, a delegada da Polícia Civil, Franciele Hoffman de Vargas determina o indiciamento de ambos por tráfico. Em um dos vídeos a polícia mostra o momento em que a apreensão da droga é feita. No bairro Pintolândia, na zona Oeste, foi encontrada grande quantidade de armas, que o MP chama de “verdadeiro arsenal, com quantidade de armas de fogo gigantesca”.

No inquérito, a polícia cita outras pessoas que podem ter sido usadas no esquema de tráfico, incluindo o lava jato alugado para guardar armas. e a casa do tio usada para guardar drogas.

No carro de Fabrício, um dos investigadores encontrou dezenas de cartões e uma CNH que não estaria no nome dele. O investigador chega a dizer que seria um possível laranja do sobrinho de Denarium.

O momento da abordagem do veículo é descrito na investigação:

A operação que prendeu os irmãos começou com a apreensão de 70 quilos de maconha às margens do igarapé Água Boa, dias antes da prisão dos irmãos.

Antonio Olivério Garcia Bispo, de 20 anos, sobrinho do governador Antonio Denarium (PP), preso nesta quinta-feira (23) — Foto: Reprodução/Instagram/Antonio Olivério Garcia Bispo

Antonio Olivério Garcia Bispo (foto acima), de 20 anos, e Fabrício, dizem na audiência de custódia que jamais foram presos, mas em nenhum momento negar serem os donos das armas e das drogas. No vídeo qual nossa reportagem teve acesso, a defesa reclama que a droga foi apreendida na casa pela polícia sem mandado de busca, mas também não nega o pertencimento dos entorpecentes.

No dia da apreensão, a polícia registrou em fotos as drogas e as armas, assim como o o vídeo da operação surpresa contra membros da família de Denarium.

Denúncia Anônima leva Polícia Civil a apreender 70 kg de drogas em Chácara de Boa Vista — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Denúncia Anônima acabou com drogas apreendidas em Chácara de Boa Vista, e de lá até aos sobrinhos de Denarium.

FAMÍLIA DE DENARIUM DE OLHO EM DIAMANTE E OURO

Não é de hoje que Fabrício tem problemas com a polícia. Em 2010 ele foi pego com diamante em Rondônia. Ele também já foi alvo da PF junto com a irmã de Denarium, por suspeita de lavagem de dinheiro da venda ilegal de ouro na terra Yanomami. Fabrício e  Vanda Garcia de Almeida, no mesmo local onde os indígenas sofrem e morrem por falta de assistência.

As investigações tiveram início com o recebimento de informações acerca de uma abordagem da PRF a um dos suspeitos em uma rodovia do estado. Durante a ação de rotina, os policiais verificaram inconsistências na narrativa dos passageiros de um veículo, os quais tentaram ocultar uma viagem recém realizada a Rondônia e encaminharam os fatos à Polícia Federal.

Análises da PF indicaram envolvimento do passageiro com outros suspeitos já investigados em outros procedimentos e conseguiram revelar um esquema que teria movimentado R$ 64 milhões em pouco mais de dois anos.

Os valores seriam oriundos da compra e venda de ouro ilegal e contaria com o uso de empresas de fachada, que buscariam dar aspecto de legalidade às transações financeiras.

Suspeitos receberiam valores de diversos financiadores pelo Brasil e sacariam ou transfeririam os valores para pessoas e empresas no estado de Roraima, as quais seriam responsáveis pela compra de ouro ilegal.