Sexta-feira, 14 Junho

O Núcleo de Investigação do Portal Alex Braga recebeu a confirmação exclusiva do Tribunal de Contas da União (TCU) que os contratos que entre a Decares e a Secretaria de Saúde de Roraima (Sesau) estão sob investigação e sob suspeita de fraude. Ao todo, os valores ultrapassam R$ 20 milhões.

O TCU apura suspeitas de que a empresa sediada em Manaus e a pasta gerenciada pela secretária Cecília Lorenzon, desviaram dinheiro público.

“O assunto é tratado no TC 041.874/2021-8, de relatoria do ministro Jorge Oliveira. O processo está na fase de análise de justificativas dos responsáveis”, afirma o TCU em contato com o Portal Alex Braga.

Jorge Oliveira é o ministro do TCU que investiga a Decares

O print exclusivo abaixo mostra a notificação contra a Decares e a Sesau, notificadas pelos supostos desvios milionários em plena pandemia de Covid.

Documento ao qual o Portal Alex Braga teve acesso reforça que desde ano passado a Decares é notificada pelo TCU. São contratos apurados que renderam milhões à empresa amazonense, em suposto conluio com o governo de Antônio Denarium.

A Decares foi citada, desde o início, em suspeitas com dinheiro público que passavam de R$ 21 milhões. No mercado, prefeitos e secretários têm evitado novos contratos com a empresa, que neste momento leva o carimbo de suspeita de fraudes.

Abaixo a lista valores que a Decares foi notificada sob suspeita com a Sesau:

Milhões gastos em plena pandemia

Além da suspeita de “assalto” aos cofres públicos, os valores investigados pelo TCU têm ligação com um momento dolorido para o povo de Roraima. O dinheiro que saiu dos bolsos do contribuinte deveria ser usado para salvar vidas no auge da pandemia de Covid. Eram insumos que auxiliariam no socorro a pais, mães, filhos, avós, maridos e esposas de pessoas que lutavam pela vida.

Dinheiro do luxo

Como o Portal do Alex Braga já mostrou, a Decares é propriedade do empresário Claudio Moizes Decares, sócio-administrador da Decares Comércio, empresa situada em Manaus.

Nas redes sociais, mesmo notificado pelo TCU e sob suspeita, ele faz questão de mostrar a vida de luxo que ostenta em Manaus e em viagens mundo à fora.

De acordo com o Tribunal de Contas da União (TCU), Moizes Decares e a Sesau podem ter protagonizado negócios com sobrepreço durante a pandemia, aproveitando a situação de emergência para “passar a boiada”.

Em 2019 o TCU abriu processo e multou a Decares por superfaturamento na Sesau. Na época a empresa não apresentou sequer alvará sanitário.

Nas redes sociais, as festas regadas a champanhe, piscina, jantares e brindes compõem a paisagem da janela aberta pelas investigações do TCU.

Decares não economiza na vida notívaga. E faz questão de mostrar que pode pagar pelos luxos que o dinheiro é capaz de financiar. O TCU afirma que ele e a Sesau fraudaram os cofres públicos em um esquema de corrupção.

Mais desejos na Região Norte

A Decares não limita seus tentáculos ao objeto investigado pelo TCU. A empresa tenta seduzir outros gestores públicos a fechar contratos, mesmo que isso implique e colocar os parceiros no radar dos órgãos de controle na Região Norte.

Roraima, Rondônia e Amazonas estão na lista de parceiros da Decares, em contratos que você vai conhecer no Portal Alex Braga, em nossas próximas reportagens. Uma fonte do Portal Alex Braga especialista em licitações revelou que a empresa está com “o filme queimado”, pois, sob suspeita, “gestores evitam a todo custo fechar novos contratos, pois sabem que ficarão na mira dos órgãos de controle”.

Leia mais: Empresário notificado por fraude milionária com a Sesau, dono da Decares mira contratos em toda Região Norte