Terça-feira, 28 Maio

Os ministros do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) escolherão o novo presidente da Corte Eleitoral em 7 de maio. O plenário votará em uma urna eletrônica e elegerá o sucessor de Alexandre de Moraes (atual presidente) e de ministra Cármen Lúcia (vice-presidente).

Por tradição, a atual vice-presidente deve assumir o posto por ordem de antiguidade dos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) no Tribunal. Ocupará a posição por 2 anos a partir de 3 de junho.

Já a vice-presidência deixada por Cármen Lúcia deve ser ocupada por Kassio Nunes Marques, o 2º mais antigo do STF no TSE. A saída de Moraes abre uma vaga na Corte Eleitoral.

Ela será ocupada por André Mendonça, que sai da cadeira de ministro substituto para ocupar o cargo de titular no Tribunal.