Quinta-feira, 25 Julho

O Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM) abriu um inquérito de investigação contra a prefeitura de Humaitá, comandada por Dedei Lobo. Documentos publicados no Diário Oficial do órgão dão conta de que a investigação mira violações de normas sobre concessão de bens públicos e a sublocação indevida de até policiais militares.

De acordo com o promotor Wesley Machado, para a abertura do inquérito foram consideradas ausências do cumprimento do dever de prestação de informações por parte da prefeitura a respeito do assunto, apesar das diversas solicitações de informações por parte do MP.

Ainda de acordo com os documentos oficias, o Ministério Público estabelece o prazo de 20 dias para a prefeitura encaminhar informações a respeito de um “camelódromo” nas imediações do Banco Bradesco na cidade. O MP quer saber se a prefeitura está realizando cobranças pelo espaço público.