Quarta-feira, 29 Maio

A deputada estadual Mayra Dias (Avante-AM), foi intimada pela Justiça Eleitoral, na última segunda-feira (15), a prestar esclarecimento sobre suspeitas de distribuição de combustível aos eleitores na eleição na qual foi eleita em 2022.

A denúncia foi realizada através da Procuradoria Eleitoral do Amazonas. A convocação para os esclarecimentos das partes, em um prazo de 02 dias, partiu do relator do processo, o Desembargador Eleitoral Fabrício Frota Marques.

O fato declarado pela Procuradoria aponta uma suposta omissão de R$ 98 mil na prestação de contas da candidata, que teriam sido utilizados com combustível distribuído aos eleitores. A decisão de convocar a Procuradoria e a deputada, foi realizada após a parlamentar juntar documentos contestando o procurador eleitoral.

Caso seja comprovado a conduta de capitação ilícita de sufrágio de recursos de campanha, a deputada pode pagar multa e até perder o mandato. 

Mayra é esposa do prefeito de Parintins Bi Garcia, a Miss Brasil (2018), foi eleita em 2022 com 34.563 votos.

A decisão de intimação foi divulgada na edição desta quinta-feira (16) do Diário da Justiça do Tribunal Eleitoral do Amazonas.

Veja a publicação: