Quinta-feira, 25 Julho

O Ministério Público do Amazonas (MPAM) abriu um procedimento administrativo para apurar o aumento no preço da gasolina em Manaus. A investigação foi publicada no Diário Oficial do órgão na última sexta-feira (03).

O valor médio do litro da gasolina saltou de R$ 5,59 para R$ 6,59 na quarta-feira (1º), na capital. O aumento ocorreu após a volta parcial de impostos federais para a gasolina e o etanol, que previa um acréscimo de R$ 0,34 no preço do combustível.

No entanto, na capital o aumento foi superior ao anunciado na decisão.

O que diz o Procon-AM

Com o acréscimo superior ao esperado, o Instituto de Defesa do Consumidor (Procon-AM) informa que está acompanhando o aumento de preços praticados nos postos da capital.

O órgão sustenta estar realizando blitz de fiscalização para apurar possíveis abusos.

“R$1 é um valor que chama atenção e que preocupa muito o Procon-AM, porque se os aumentos passarem a ser feitos desta forma, aonde que o preço do combustível vai chegar? Como que a nossa população vai ficar? A gente não pode permitir isso”, afirmou o diretor-presidente do Procon-AM, Jalil Fraxe.

Os consumidores que se sentirem lesados podem fazer denúncia ao Procon-AM.

Veja documentos na integra