Quarta-feira, 29 Maio

Três famílias da comunidade Manaus 2000, desabrigadas após as chuvas do último sábado (25/03), já receberam o auxílio-moradia do Governo do Amazonas. Com o repasse, na noite desta segunda-feira (27/03), o abrigo provisório na Igreja Sagrada Família da área missionária de Cáritas, no bairro Japiim, zona sul, começou a ser desocupado.

As famílias foram incluídas no programa Bolsa Moradia Transitória, da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE). Ao todo, 20 pessoas foram acolhidas pela parceria entre a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejusc) e igreja. Outras três famílias seguem acolhidas e aguardando finalização dos trâmites dos processos.

A autônoma Marinês Batista, de 31 anos, passou três dias no abrigo com o marido. Eles perderam a casa e todos os pertences com a chuva. Agora, após a assistência prestada pelo Estado, eles saem com esperança de reconstruir a vida.

“Eu recebi o auxílio do governo e, a partir de hoje, tentarei seguir minha vida, porque eu fui uma das que perdeu totalmente a casa e vamos correr atrás, porque, graças a Deus, eu não perdi a vida, estou bem e com saúde. Graças a Deus, eles estão dando essa oportunidade de a gente ir pra uma moradia melhor, digna, e estou feliz em ir para casa, para um canto que vai ser meu e vou poder lutar, trabalhar e conseguir minhas coisas novamente”, disse Marinês.

Daniel Silva, de 22 anos, trabalha com reciclagem e também perdeu o pouco que tinha. Ele, assim como as demais famílias, deixou o abrigo com uma cesta básica, água, roupas doadas, colchão e roupa de cama.

“Aqui foi ótima a estadia, me trataram super bem, estou ganhando minha cesta e, essas coisas todas aqui, que são necessárias. Estou indo pro apartamento agora e vou construir minha vida de novo”, almeja o reciclador.

Ações
Responsável pelo abrigo, a Sejusc viabilizou, junto à Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas) e à UGPE, documentação, auxílio e transporte dos desabrigados para seus novos lares, além de fornecer alimentação durante as estadias.

Jussara Pedrosa, titular da Sejusc, explicou o processo.

“A partir de hoje, começaram os pagamentos dos auxílios. Então, pelo menos três famílias que estavam no abrigo Caritas já estão sendo desmobilizadas e indo para suas novas casas, suas novas moradias. Elas estão saindo daqui com jantar, com kits de alimentação, água, pelo menos para começarem suas vidas agora”, frisou a secretária.

As demais famílias devem deixar o abrigo no decorrer desta semana, sendo assistidas pela UGPE e pela Superintendência de Habitação do Amazonas (Suhab).