Quinta-feira, 25 Julho

Em 2006, uma quadrilha envolvida com tráfico ilegal de madeira nos estados do Acre e de Rondônia com ramificações no Amazonas, São Paulo e Mato Grosso, foi desarticulada pela Policia Federal. Na ação, 33 pessoas tiveram prisão temporária decretada e duas presas em flagrante, uma delas, o marido da secretária de saúde, Cecília Lorenzon.

Em Rondônia, foram presos cinco envolvidos na quadrilha que comercializava madeira ilegalmente utilizando autorizações para transporte de produtos florestais (atpfs) vendidas por servidores do Ibama. 

Os documentos eram procedentes do Ibama do Acre e serviam para “esquentar” a madeira extraída ilegalmente da floresta nacional do jamari, em Rondônia, além de outros estados.

Além desses dos cinco, foi preso em flagrante o madeireiro Wilson Fernando Basso, enquadrado pelos crimes de receptação, falsificação de documentos e formação de quadrilha, e encaminhado ao presídio de segurança máxima de urso branco, há 40 km de Porto Velho, em Rondônia.

Wilson Basso é marido da secretária de saúde do estado de Roraima. Atualmente em liberdade, vive em Roraima como empresário do ramo de medicamentos e de atividades, conforme o CNPJ da empresa, a mesma que está localizada na Avenida Princesa Isabel, no bairro Jardim Floresta, em um posto de combustível.

O nome da operação Novo Empate é uma referência ao ambientalista Chico Mendes. O “empate” era uma estratégia de resistência pacífica, criada por ele e seus companheiros e consistia na presença de famílias, homens, mulheres e crianças no lugar que seria desmatado.