Quarta-feira, 29 Maio

Um impasse entre familiares de Amazonino Mendes, morto no último domingo (12), torna incerta a vinda do corpo do ex-governador para que seja velado em Manaus.

Segundo informações de pessoas que acompanham o processo de preparação do corpo, em SP, parte da família do Negão prefere que seu corpo seja cremado na capital paulista e então suas cinzas trazidas e despejadas no Rio Negro.

No entanto, um de seus filhos insiste no embalsamamento do corpo para que seja trazido e velado em Manaus a partir da próxima quinta-feira (16).