Quarta-feira, 24 Julho

Um dia após o Portal Alex Braga revelar que o vereador Rodrigo Guedes (Republicanos), direcionou R$ 180 mil em emendas para a Associação onde a servidora do gabinete do próprio vereador é lotada, a equipe de reportagem do Portal Alex Braga descobriu que nenhum centavo dos R$ 100 mil já repassados teve a prestação de contas protocolada no TCE, conforme deveria ter sido feito no fim de dezembro de 2023, com o prazo de 30 dias e no máximo até 150 dias, isto é, até o mês de maio de 2024, obedecendo o prazo estipulado pela Lei. 13019/2014

E conforme pesquisas no portal da transparência da Câmara Municipal de Manaus, por ser um vereador, nada foi encontrado sobre esse assunto. A Associação Missionária Nossa Senhora Do Carmo não infirmou oficialmente como a verba pública foi utilizada, nem a Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc) repassou a prestação ao Tribunal de Contas do Estado e nem o vereador questionou oficialmente o valor por ele indicado.

Todos os envolvidos no repasse, execução e monitoramento da emenda foram contactados pela reportagem, como você vai ver a seguir.

Nada no TCE-AM

No Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM), conforme apuração exclusiva do Portal Alex Braga, até esta quinta-feira (13), nenhum documento oficial referente à emenda foi protocolado. Enviamos um pedido por e-mail à assessoria de imprensa e à ouvidoria do órgão, reforçando o questionamento à Corte.

Além disso, também damos ciência ao orgão que sem a prestação de contas, Rodrigo Guedes ficou à vontade para indicar mais R$ 80 mil em emenda para a Associação a serem repassados ainda este ano, 2024.

Nada na Semasc

Toda emenda parlamentar com dinheiro público do município precisa ser pago por alguma secretaria do município, nesse caso foi a Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc). Procuramos informações sobre a prestação de contas e não encontramos, por isso, mandamos email com o pedido da prestação de contas, tendo em vista que o prazo se encerrou em maio. Por se tratar de dinheiro público, a Associação tem a obrigação de prestar conta sobre como o dinheiro foi utilizado para deixar claro a isonomia no uso do dinheiro público e não sobre se a instituição pode ou não receber o apoio financeiro, é verba pública.

Veja abaixo:

Guedes não quer falar

Desde a revelação feita pelo Portal Alex Braga, o vereador Rodrigo Guedes tem dedicado tempo a comentar nas redes sociais o conteúdo da reportagem, conforme pode ser visto abaixo. Apesar de dizer que preza pela verdade, decidiu não falar com o Portal Alex Braga:

Além disso, Guedes publicou depoimento das irmãs da Associação para rebater a matéria, mas em nenhum momento abordou o tema “prestação de contas”. Ele que tem como missão fiscalizar, já que é vereador, não acompanhou a prestação de contas dessa verba pública e ainda pediu mais 80 mil para o mesmo lugar? Por que, nem ele e nem a associação comprovam que a não há a suspeita de falta de isonomia no processo público? Tentativa de deturpar o teor da suspeita: “Por que o vereador escolheu essa Associação, justamente na qual, a funcionária dele está no administrativo, o que pode caracterizar a suspeita de favorecimento?”

Em busca da informação direto na fonte, nesta quinta-feira, ligamos diretamente para o parlamentar, com a intenção de ouvir suas ponderações a respeito da falta de prestação de contas da verba pública. Ao contrário do tempo que dispõe na rede social, Guedes preferiu não atender e nem retornar a chamada do Portal Alex Braga.

Associação desliga o telefone, estaria orientada a fechar o bico?

Durante contato com a Associação Missionária conseguimos falar por telefone com a assistente social do local que recebeu os R$ 100 mil. Nos identificamos, e logo, fomos informados que nenhuma das responsáveis não estavam no momento, e perguntamos a que horas poderíamos falar com elas, mas, em seguida, a assistente desligou o telefone conforme vídeo abaixo.

Acreditando que a chamada teria caído, ligamos outra vez, e após nove toques, não fomos mais atendidos. Por que a associação não teve a mesma disposição para responder os questionamentos da imprensa, assim que teve para gravar o vídeo explicando toda a trajetória do lugar e também da existência da funcionária do vereador no local contemplado? Estariam orientados pelo vereador a não falar por receio de serem envolvidas na auditoria pública sobre o destino da verba? Não questionamos em nenhum momento na matéria o trabalho social da associação, nosso questionamento é que o vereador, a associação apresentem a prestação de contas do uso da verba. É responsabilidade do vereador fiscalizar o uso da verba que ele pediu com emenda.

Veja nossa tentativa:

Como não fomos mais atendidos, mesmo assim, enviamos os questionamentos por mensagem via WhatsApp e também por e-mail. O que deixa claro que o portal está sendo isonômico, isto é, está dando a todos os envolvidos nas suspeitas o direito de darem a sua versão dos fatos o que representa a responsabilidade ética e social do Jornalismo realizado pelo portal Alex Braga. Mas, os envolvidos preferiram ficar calados e usar as redes sociais com o intuito de tentar desviar a atenção para o principal. “cadê a prestação de contas do uso do dinheiro público?” O espaço continua aberto para que tudo seja esclarecido à sociedade, já que se trata de um gestor público.

seguem os questionamentos:

Veja abaixo:

Entenda a suspeita

Lotada no gabinete do vereador Rodrigues Guedes (Republicanos), a Associação Missionária Nossa Senhora do Carmo

organização onde a assessora parlamentar Mairis Monteiro Ferreira trabalha foi contemplada com R$ 180 mil em uma única e generosa emenda parlamentar do político, por meio da Associação Missionária Nossa Senhora do Carmo, da qual a servidora faz parte da equipe administrativa.

A Associação onde Mairis Monteiro Ferreira trabalha foi contemplada primeiro com R$ 100 mil em uma única e generosa emenda parlamentar do político, e depois outra de R$ 80 mil para este ano, 2024, para a Associação Missionária Nossa Senhora do Carmo, da qual a servidora faz parte da equipe administrativa.

Um dossiê exclusivo ao qual o Portal Alex Braga teve acesso, mostra essa relação suspeita. Mairis, que recebe R$ 2,880,11 no gabinete do parlamentar, também atua na Associação que aparece no documento administrativo do local.

‘Eu tenho dois empregos’…

A servidora nomeada pelo vereador em 2024 para o cargo de assistente parlamentar APC-1, também é funcionária da Associação Missionária Nossa Senhora do Carmo.

Veja abaixo as nomeações de Mairis Ferreira.

Foto: Nomeação na Câmara

No dossiê que o Portal Alex Braga teve acesso com exclusividade, Mairis ainda é funcionária da Associação. “Na tabela de Recursos Humanos de 2024 da Associação Missionária Nossa Senhora do Carmo, o nome de Mairis ainda continua constando como funcionária, assim como nas suas redes sociais“, diz trecho do dossiê. Veja a foto a seguir:

Foto: Nomeação de Mairis na Associação

Mairis Ferreira não mede esforços para agradar o chefe. Nas redes sociais ela rasga elogios a Guedes e sempre aparece aplaudindo as ações do político.

VEREADOR RODRIGO GUEDES, AGUARDAMOS SEU POSICIONAMENTO

Para que o nosso eleitor entenda, o Vereador Rodrigo Guedes, é um servidor público e não pode se furtar de responder os questionamentos feito pela imprensa tendo em vista o compromisso social com os seus eleitores e com a sociedade civil. Mesmo que não queira falar, precisa se pronunciar que não falará sobre o assunto. O que não aconteceu, tendo em vista seu posicionamento nas redes sociais. Qual o objetivo com isso? Por que os parlamentares não gostam de ser questionados sobre a administração do dinheiro público em seus mandatos? mesmo sabendo que é a rotina porque são eleitos para trabalhar na administração pública. Já que não respondeu às nossas ligações, mandamos email com os questionamentos abaixo e ficamos no aguardo.