Quarta-feira, 24 Julho

O ex-presidente Jair Bolsonaro quer que o PL, partido ao qual é filiado, assuma a responsabilidade pelo pagamento da multa de R$ 425,6 mil imposta pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ) no julgamento em que foi condenado por abuso de poder político e econômico nas comemorações do Bicentenário da Independência ocorridas no ano passado.

Leia mais: PL estuda lançar Michelle ao Senado no Norte do Brasil

Conforme informações da jornalista Malu Gaspar, do jornal O Globo, pessoas próximas a Bolsonaro afirmam que ele teria recursos financeiros suficientes para arcar com a multa, especialmente após receber R$ 17 milhões em doações via pix. 

Até aqui, as multas aplicadas pelo TSE contra o ex-presidente por conta de sua campanha à reeleição ultrapassam R$ 510 mil – valor equivalente a 10 vezes o salário mensal que Bolsonaro recebe pelo cargo de presidente de honra do PL (R$ 41,6 mil).