Quinta-feira, 25 Julho

Após denúncia do Portal Alex Braga, o Ministério Público do Estado de Roraima e o Tribunal de Contas de Roraima investigam o contrato de R$ 35 milhões com a empresa responsável por fornecer alimentos aos hospitais de Roraima.

O MPRR emitiu na última terça-feira (28), Recomendação à secretaria estadual de saúde, Cecília Lorezon, para rescindir o contrato milionário com a empresa Meio Dia Refeições Industriais.

No documento, o Ministério Público do Estado considera que o contrato entre a Secretaria de Saúde e a Meio Dia Refeições não possui validade, pois a empresa já era considerada inapta para exercer a função devido a uma penalidade temporária aplicada pela própria Secretaria Estadual de Saúde (SESAU), no início de 2022.

A medida que proíbe a fornecedora de participar de licitações ainda está em vigor. Mesmo com a penalidade a SESAU promoveu a nova contratação da empresa com vigência de 12 meses.

O MP solicita a rescisão imediata do acordo com a Meio Dia Refeições, com a contratação de uma nova empresa para o preparo e distribuição de alimentos, a fim de não gerar prejuízo à população. A SESAU e sua secretária Cecília Lorezon, tem dez dias úteis para responder à Recomendação do MPRR.

Um abaixo-assinado contra a contratada foi realizado por servidores do Hospital Geral de Roraima (HRG) com cerca de 130 nomes de funcionários insatisfeitos com a alimentação fornecida.