Quarta-feira, 24 Julho

A empresa responsável por décadas pela prestação de serviços de transporte terrestre dos povos indígenas, os yanomamis em Roraima, é da deputada federal Helena da Asatur. A VOARE atuou por 12 anos na área, no ano passado perderam a licitação e agora tentam conquistar o contrato mais uma vez. 

Proprietária da VOARE TÁXI AÉREO, Helena se afastou da direção da empresa após conquistar o mandato como deputado federal por Roraima, passando para o nome do marido, Renildo Evangelista de Lima. 

A VOARE TAXÍ está sendo alvo de diversas investigações dos órgãos de controle, além de denúncias de suspensão de contrato, abandono, qualidade precária dos equipamentos, irregularidades cometidas, entre outros.

Com exclusividade, o Portal Alex Braga analisou os empenhos de recursos orçamentários em favor da empresa ASATUR, inscrita no CNPJ 12.117.963/0001-59, também ligada à deputada federal, que utilizou a empresa como nome para campanha eleitoral, sendo conhecida como Helena da Asatur.

Em apenas quatro anos de prestação de serviço de transporte terrestre no Distrito Sanitário Especial Indígena – na área Leste de Roraima, foram abocanhados mais de R$ 35,8 milhões. 

Em 2019, foram emitidas no total de 20 notas de empenho, sendo apenas três originais e o restante de “reforço” ao contrato. Cada nota possui um valor, o maior emitido supera os R$ 3,4 milhões.

No ano seguinte, o volume das notas de empenho emitidas aumentou, assim como o valor ganho, chegando a quase R$ 15 milhões em 2020.  

Em 2021, o valor gasto com o contrato chegou a quase R$ 893 mil, e em 2022, o recurso empenhado foi de quase R$ 5,4 milhões.

Nos dois primeiros meses de 2023, com troca de Governo Federal, fechamento do orçamento e atraso nos processos de todos os contratos a nível federal e estadual, a ASATUR já possui empenhado R$ 31 mil, ou seja, irá receber ainda esse valor.

Segundo informações, no ano passado, a ASATUR perdeu a concorrência do contrato de transporte terrestre. Uma nova licitação para esse serviço está com a previsão de ser aberta no dia 1º de março. Uma forte candidata para vencer o contrato é a conhecida ASATUR.