Quarta-feira, 24 Julho

A semana do presidente da Câmara Municipal de Manaus, vereador Caio André, foi marcada por uma série de denúncias de deixar qualquer manauara de orelha em pé. A confirmação feita pela Semasc ao Portal Alex Braga, de que aos 45 minutos do segundo tempo a pasta brecou uma emenda de mais de meio milhão para a OSC do contador da CMM, o parlamentar tentou de todas as formas se esquivar das cobranças, mas só piorou a própria imagem.

Na tentativa de salvar a própria reputação, Caio André foi à rede social dizer que a emenda foi suspensa, após a identificação das irregularidades, “inclusive no endereço”, deixando claro que, no mínimo, ele sequer se disponibilizou a checar onde ficava o “instituto fantasma” Impesdam.

Ainda que nem todas as decisões do dinheiro público sejam tomadas de forma republicana, aquilo que ninguém vê todos nós sentimos. Quando o dinheiro do contribuinte vira “propriedade” do parlamentar ele diz que não faz questão de fiscalizar, chegamos ao fundo do poço na política amazonense.

Literalmente o que os olhos de Caio André não vêem, ou não querem ver, o manaura sente. Caio poderia dar uma passada na rede social dele mesmo, e seguir o que ele postou ser uma obrigação de todo político: prestar atenção no que estão fazendo com o nosso dinheiro.

Fica a dica do Caio André da rede social, para o Caio André da CMM.

Respeite a Constituição e seu DEVER de vereador.