Quarta-feira, 24 Julho

Uma casa desorganizada é o legado que o pré-candidato a prefeito de Manaus, Roberto Cidade (UB), quer perpetuar. O núcleo de investigação do Portal do Alex Braga teve acesso com exclusividade a imagens que mostram funcionários da empresa terceirizada de serviços gerais da gestão de Cidade, como presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALEAM), guardando seus pertences em um banheiro e almoçando na quadra esportiva da Casa Legislativa. Veja o vídeo no fim da matéria.

‘Era uma casa muito engraçada…’

No vídeo, é possível ver roupas, bolsas, mochilas, pastas com documentos e até comida dividindo espaço com materiais de limpeza e produtos químicos dentro de um dos banheiros do local, que funciona como uma espécie de vestiário improvisado. O gaveteiro que guarda os pertences pessoais dos funcionários e a comida que eles levam, de forma desumana e anti-higiênica, fica ao lado do vaso sanitário, o que poderia facilmente causar problemas de saúde aos colaboradores.

Leia mais: Advogado denuncia Roberto Cidade por esconder informações no Portal da Transparência da Aleam

Não bastasse a ausência de um local adequado para armazenar roupas, comida e objetos pessoais, os servidores da empresa terceirizada Eletrofios Empreendimentos Empresariais LTDA, também sofrem sem ter onde comer e descansar, no horário do almoço.

As imagens mostram que alguns dos colaboradores almoçam e dormem nas calçadas e arquibancadas da quadra esportiva situada nas dependências da Aleam. Segundo eles, a copa destinada para as refeições não comporta a quantidade de funcionários, o que os obriga a procurar por outras alternativas.

Leia mais: Em ano de eleição, Roberto Cidade prolonga recesso parlamentar para 30 dias

A empresa Eletrofios Empreendimentos Empresariais Ltda presta serviços de limpeza e conservação há mais de 4 anos para a Aleam, recebendo anualmente o montante de R$ 4.046.007,48 (quatro milhões, quarenta e seis mil, sete reais e quarenta e oito centavos).

Fonte: Demonstrativo de despesas por natureza/ALEAM presidida

Mas os questionamentos que ficam são: se o presidente da ALEAM não consegue cuidar da ‘própria casa’, como quer comandar uma cidade como Manaus? Se os funcionários terceirizados da Casa Legislativa guardam comida no banheiro e almoçam pelas calçadas, qual será a realidade dos manauaras, caso Cidade seja eleito?

Veja vídeo a seguir:

Jornalista político-investigativo com meia década de carreira.