Quarta-feira, 24 Julho

Quando a política não é usada para interesses pessoais, quando o público é maior do que o privado, quando o olhar social vale mais do que cargos, é preciso ter acima de tudo coragem.

Minha decisão de declinar da candidatura a prefeito de Boa Vista é a reafirmação do meu acordo com o povo de Roraima, com minha história e aquilo em que acredito ser um item inegociável: minha honestidade.

Continuar a fiscalizar e apurar os desmandos e abusos da política roraimense é uma missão da qual não fujo, não abro e não recuo um centímetro. Os últimos anos têm sido de sangria dos cofres públicos do Estado, governado por uma gestão cassada por órgãos de controle, que se mantém à custa de advogados caríssimos e manipulação da interpretação das Leis.

Ao passo que iluminamos os porões dos poderosos e a penumbra dos podres poderes, fica mais claro quem arrasta nosso povo para o abismo.

Certo da confiança dada a mim pela população, que vê no meu emprenho uma ponte firme sobre as águas turbulentas e poluídas pelos poderosos, reafirmo: no meu pulso ninguém segura. Não há margem para dúvidas.

Contem comigo!