Quinta-feira, 25 Julho

O vereador Sassá da Construção foi o entrevistado desta sexta-feira (10), no programa Fiscaliza Geral com Alex Braga na Rádio Onda Digital. Sassá foi o autor da proposta da CPI da Águas de Manaus na Câmara Municipal de Manaus.

Como agente fiscalizador dos serviços públicos, Sassá cobrou a instalação da CPI para investigar os serviços prestados pela concessionária de água na capital.

” A CPI não é minha. A CPI é do povo de Manaus e o povo tem que ter a resposta. Hoje, a Águas de Manaus, antes de chegar uma conta eles já estão cobrando a próxima com mês antecipado. É uma empresa que não tem o respeito de ninguém”, disse.

Os moradores do conjunto Buritis, que fica no bairro Nova Cidade, zona norte da capital, estão sem água há 5 dias e já realizaram várias manifestações para cobrar o fornecimento de água, sem sucesso. Para o vereador, os moradores precisam além de protestar, também se unir para apressar a instalação de uma CPI para investigar a concessionária.

“Isso é uma falta de respeito! Eu acho que a CPI da Águas de Manaus é pra mostrar pro povo o que a empresa tem que cumprir com o povo. Ela não tem compromisso com Manaus não. Nós temos que trabalhar e reunir. Quando a população vai pra rua protestar estão certos”, declarou o vereador.

Sassá reforçou que os vereadores tem que fazer alguma coisa pelo povo e que a CPI já foi aberta há 3 anos, mas muitos vereadores não querem assinar. Sassá pediu o apoio da população para dar andamento a instalação da comissão.

“Eu vou pedir apoio da população para cobrar os 41 vereadores porque eles não assinam a CPI. Eu vou nos bairros mostrar a lista dos nossos colegas que não quiseram assinar a CPI da Águas de Manaus pra saber quem tá com o povo e quem não tá. Se o vereador não quer assinar a CPI tudo bem, mas ele tem que explicar o motivo. Nós vamos ter que peitar alguns poderoso aí, mas o povo merece mais respeito”, finalizou.