Quinta-feira, 25 Julho

A Polícia Federal (PF) pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) abertura de inquérito para apurar a origem de quatro carros e mais de R$ 250 mil em espécie, encontrados e apreendidos na casa do ex-deputado Daniel Silveira. O pedido será avaliado pelo ministro Alexandre de Moraes e corre em segredo de Justiça.

O dinheiro foi encontrado pela PF no último dia 2, quando Silveira foi novamente preso após descumprir uma série de medidas impostas pela Corte, como o uso de tornozeleira eletrônica e a proibição de conceder entrevistas e usar as redes sociais. Ele segue detido em Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro.

O ex-parlamentar é acusado de envolvimento nas ameaças e ataques promovidos por apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) ao STF.

Em abril do ano passado, ele foi condenado a a oito anos e nove meses de prisão por promover atos antidemocráticos, mas um dia depois acabou sendo beneficiado por um indulto individual concedido por Bolsonaro, que o livrou da condenação.